Medicina faz simulado de grande catástrofe

Os acadêmicos do curso de Medicina da UERR (Universidade Estadual de Rraima) participaram na noite de ontem (13), na quadra da Academia de Polícia Integrada (API), do primeiro simulado de grandes catástrofes, promovido pela disciplina de primeiros socorros.

O objetivo foi capacitar os alunos para situações especiais onde exista o caos. Na simulação, foram atendidas 45 vítimas com os mais distintos diagnósticos, como acidente ofídico (picadas de animais peçonhentos) até traumatismo craniano.

Na simulação os alunos foram divididos em três grupos, trabalhando com triagem, transporte e atendimento às vítimas. A atividade visava salvar o maior número de pessoas no menor tempo possível.

A Liga do Trauma de Fisioterapia de Roraima foi a responsável pela maquiagem (efeitos especiais) simulando as feridas e traumatismos causados nas diversas situações de catástrofes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *