Impactos do turismo em áreas naturais

As exuberantes belezas do estado de Roraima servem como motivação para que muitas pessoas procurem contemplar a natureza e desfrutem de momentos de lazer e descanso. Vindos dos mais diversos lugares do Brasil, esses visitantes procuram satisfazer todas as suas necessidades e interesses ao passo que, nos atrativos turísticos, os empreendedores procurem viabilizar as estruturas necessárias ao bom atendimento desse numeroso público.

No entanto, por conta da intensa visitação, muitas vezes esses atrativos turísticos acabam sofrendo diversos impactos (sejam eles sociais, culturais, econômicos, ambientais e até políticos) os quais estão alocados numa perspectiva multidimensional, considerando que cada um dos citados pode atuar de forma tanto a beneficiar quanto prejudicar a sustentabilidade desses espaços naturais, tidos como espaços turísticos de visitação.

Pensando nisso é que nasceu o projeto de pesquisa IMPACTOS MULTIDIMENCIONAIS EM ÁREAS NATURAIS DA AMAZÔNIA SETENTRIONAL: Cenários, dimensões e desafios voltados à visitação turística em Roraima, uma ação celebrada, em parceria, entre a Universidade Estadual de Roraima e o Centro Universitário Estácio da Amazônia, coordenado pelo professor Dr. Bruno Dantas Muniz de Brito, do curso de Turismo da UERR.

O objetivo do projeto consiste em analisar dos impactos multidimensionais decorrentes da visitação a áreas naturais de Roraima. Para tanto, no intuito de escalonar este desafio em etapas, será necessário historiar as áreas naturais objeto do estudo, mensurar e caracterizar a natureza da visitação, classificar o perfil do visitante das áreas naturais pesquisadas, caracterizar a infra e superestrutura local que se volta para o aproveitamento turístico das áreas naturais e mensurar e mapear os impactos sociais, ambientais, econômicos, culturais e políticos nas áreas naturais voltadas à visitação turística.

Nesta primeira etapa do trabalho será visitado no próximo sábado, dia 07 de abril, o município de Caracaraí, na região sul do estado, especificamente as corredeiras do Bem Querer. A atividade envolverá docentes e discentes do curso de Turismo da UERR e de Administração da Estácio.

Espera-se, ao final da visitação, construir um rol de dados e informações capazes de compreender a dinâmica do turismo naquele atrativo, bem como estabelecer marcos referenciais capazes de subsidiar um planejamento estratégico voltado ao desenvolvimento sustentável do turismo em Roraima.

Texto: Bruno Dantas Muniz de Brito

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *