GEPAM

Grupo de Estudos e Pesquisas Arte em Movimento

HOME

O Grupo de Estudos e Pesquisas Arte em Movimento (GEPAM) foi criado em 08 de novembro de 2019 pela pesquisadora Professora Doutora Nilza Coqueiro Pires de Sousa, do curso de Educação Física.

O GEPAM tem como ementa o estudo das manifestações corporais e artísticas numa perspectiva social, histórica, cultural e pedagógica, promovendo reflexões acerca dos pressupostos orientadores da formação inicial e continuada, das estratégias de ensino, da interculturalidade e emancipação humana na perspectiva de currículo, dos processos culturais dos diferentes estilos de dança, e da interface com a saúde.

Seus objetivos estão concentrados na formação de estudiosos e pesquisadores da arte em movimento, bem como, constatação, intervenção e comunicação de conhecimentos.

Em suma, as leituras do grupo se assentam em obras relacionadas à cultura, educação, lazer e saúde. Nessa lógica, o presente grupo visa promover pesquisas inovadoras científicas e educativas nessa área, corroborando a importância de disseminar reflexões, debates e discussões críticas que contribuam para esse campo educacional.

PESQUISADORES

Profa. Dra. Nilza Coqueiro Pires de Sousa
Coordenadora do GEPAM
Universidade Estadual de Roraima
UERR/Boa Vista

Docente do Departamento de Educação Física da Universidade Estadual de Roraima (UERR). Pós-doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho/UNESP - Campus de Bauru, pesquisa financiada pelo CNPq, na modalidade Pós-Doutorado Júnior (PDJ). Doutora em Ciências da Motricidade pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho/UNESP; área de concentração: Pedagogia da Motricidade Humana - Campus de Rio Claro, pesquisa financiada pela FAPESP. Realizou estágio de pesquisa do doutorado na Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, Portugal (2015). Mestre em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP - Campus de Bauru (2011), pesquisa financiada pela Bolsa Mestrado da Secretaria Estadual de Educação do Governo do Estado de São Paulo. Especialista em Pedagogia do Teatro pela Universidade do Sagrado Coração - USC - Bauru (2005). Graduada em Educação Física pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP - Campus de Bauru (1996). Foi docente substituta do Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), Campus Muzambinho (2018 a 2019) e da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus Bauru (2016 a 2017). Foi professora substituta (1995 a 2005) e efetiva de Educação Física da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (2005 a 2019). Professora de Dança de Salão e Tango Argentino. Bailarina Profissional atuando especificamente com o Tango Cenário. Atua na área de Educação Física e Arte com ênfase em Dança, principalmente nos temas: dança criativa; formação continuada de professores; dança de salão.

Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/2557583407176877


 

Profa. Dra. Leila Maria Camargo
Pesquisadora
Universidade Estadual de Roraima
UERR/Boa Vista

Pós-doutoranda junto à UFPA (2019-2020).Doutora em Educação: Currículo, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/ PUC-SP (PUC/SP-2016). Possui Mestrado em Língua e Cultura Regional, pela Universidade Federal de Roraima (UFRR-2011). Especialista em Relações de Fronteiras pela Universidade Federal de Roraima (UFRR-1999) ´. Possui também Especialização em Educação de Jovens e Adultos (UFRR-2009). É graduada em Ciências Sociais, com habilitação em Antropologia Social pela Universidade Federal de Roraima (UFRR-1997) e Licenciada em Pedagogia (UFRR-2003). Professora da Universidade Estadual de Roraima - UERR, Brasil, e da Rede Pública do Ensino do Estado Estado de Roraima. Possui experiência na área de Antropologia, Sociologia e Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: Currículo, conhecimento e cultura; Identidade, interculturalidade, Sociologia e Antropologia da Educação, Alfabetização de Jovens e Adultos; Juventude e Ensino Médio.

Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/1164247528627171


 

Profa. Dra. Elisabete Alexandra Monteiro
Colaboradora Internacional
Universidade de Lisboa
Faculdade de Motricidade Humana (Portugal)

Doutoramento em Motricidade Humana na especialidade de dança. Professora Auxiliar da Universidade de Lisboa - Faculdade de Motricidade Humana (Portugal) e docente da Licenciatura de Dança. Coordenadora da Pós-Graduação de Dança na Comunidade (2017-18). Responsável por workshops de dança nomeadamente em Portugal, França, Bélgica, Holanda, Brasil, Taiwan, Eslovênia, Croácia e Nova Zelândia. Coreógrafa há mais de 30 anos no nível amador no contexto da comunidade. Trabalhou com alguns grupos de dança inclusiva, a saber: 'Dançando com a Diferença' (Portugal, Madeira - 2007, 2008, 2016 e, no contexto da formação em 2019); Cruor Arte Contemporânea (Brasil, Natal - 2014); DansasAparte, CERCIMA (Portugal-2018). É representante nacional da organização 'Dance and the Child International' (Daci). É ainda membro do Conselho Consultivo da ‘World Alliance
for Arts in Education - Europe’. Possui o curso certificado de danceAbility (2017). Realizou o workshop 'Terapia do movimento da dança e sistema de análise de movimento de Laban / Bartenieff' (Susan Scarth, 2017), além de um curso breve intitulado ‘Dance Movement Therapy '(2018). Realizou ainda o 'Summer School 2019’ (Leicester) da Foundation for Community Dance – UK. Co-autora do Manual de Dança Criativa, uma abordagem interdisciplinar (2018). É ainda autora de inúmeros artigos de dança no âmbito do ensino-aprendizagem da dança, da composição coreográfica e da didática da dança criativa. Orientadora científica de teses de doutoramento em dança. É investigadora integrada do Instituto de Etnomusicolgia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md/polo FMH).

Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/2329638511712394


 

Profa. Dra. Fernanda Rossi
Pesquisadora colaboradora da UNESP/Bauru

Professora Assistente Doutora do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências da UNESP - Universidade Estadual Paulista - campus Bauru/Brasil. Pós-doutoranda pela Faculdade de Educação da USP. Pós-doutora pela UNESP. Doutora e Mestre em Ciências da Motricidade (área de concentração: Pedagogia da Motricidade Humana) pela UNESP Rio Claro. Licenciada plena em Educação Física pela UNESP Bauru. Atua principalmente nos temas: formação docente com ênfase na formação inicial e continuada de professores(as) da Educação Infantil e dos anos iniciais do Ensino Fundamental (Educação Física e Pedagogia), o corpo na escola e estágio supervisionado em Educação Física na educação básica.

Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/9846955307186551


 

Prof. Me. Tuffy Felipe Brant
Pesquisador colaborador do IFSULDEMINAS/Muzambinho

Professor efetivo no Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), atuante nos Cursos Superiores de Licenciatura em Educação Física e Pedagogia e Bacharelado em Educação Física. Mestre em Psicologia pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Especialista em Ginástica Rítmica e Treinamento Esportivo e Fisiologia do Exercício. Possui Licenciatura e Bacharelado em Educação Física. Atualmente coordena o Grupo de Extensão e Pesquisa em Ginástica e Dança (GEPEGIND), o Grupo de Estudos em Danças Contemporâneas (DIVERSITÀ) e Ginástica Para Todos, ambos do IFSULDEMINAS Campus Muzambinho. Pesquisa na área de Educação Física com ênfase nos aspectos socioculturais e pedagogia da Ginástica e da Dança.

Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/6016390320492245

Profa. Dra. Andresa de Souza Ugaya
Pesquisadora colaboradora da UNESP/Bauru

Graduação (1999), mestrado (2008) e doutorado (2011) em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas. Lecionou nas universidades Cidade de São Paulo, Cruzeiro do Sul e Nove de Julho atuando nas seguintes subáreas: Ginástica (geral, rítmica, artística); Atividades Rítmicas e Expressivas; Ritmo e Movimento; Dança; Educação Física Infantil e Estágio Supervisionado. Atualmente é docente do departamento de Educação Física da Faculdade de Ciências da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e responsável pelas disciplinas Dança; Práticas formativas em dança; Atividades Rítmicas; Práticas formativas em atividades rítmicas e Diversidade lúdica na escola. Na pós-graduação está vinculada ao Programa de Mestrado Profissional em Educação Física em Rede Nacional (PROEF) reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Integra o Programa de Educação para o Trabalho (PET) Saúde - Interprofissionalidade como tutora bolsista (2019-2021). Coordena o Laboratório de Corporeidade, Cultura e Arte (LACCA), o Grupo de Estudos, Pesquisas e Práticas da Cultura Popular "Pavio de Candieiro" e o Grupo de Trabalho do Núcleo Negro Unesp para Pesquisa e Extensão (NUPE) no campus de Bauru. Co-fundadora do Coletivo Rodamundo de danças circulares e integrante do grupo "Batuque das Maria". É participante da Associação Brasileira dos/das Pesquisadores/as Negros/as (ABPN) e da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd). Na data de 31/08/2018, em um parto natural domiciliar, se tornou mãe do Acauã Ugaya Pedro, por quem tem se dedicado com amor e cuidado.

Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/4952020883947768


 

Flávia Kaine Pereira Alves Mineiro
Professora de Educação Física
Mestranda em Educação
UERR/Boa Vista/RR

Formação acadêmica/titulação: 2019 - Mestranda em Educação. Universidade Estadual de Roraima, UERR, Boa Vista, Brasil Orientador: Lucas Portilho Nicoletti; 2014 Especialização em Lato Sensu PROEJA. Instituto Federal de Roraima, IFRR, Boa Vista, Brasil Título: Perspectivas no processo de ensino-aprendizagem na Educação de Jovens e Adultos: um estudo a partir do Curso Técnico em Enfermagem do IFRR-Campus Boa Vista; 2011 Graduação em Licenciatura em Educação Física. Instituto Federal de Roraima, IFRR, Boa Vista, Brasil Título: A Prática Docente em Educação Física: A Influência da Formação Inicial. Em 2011 participou do projeto de pesquisa intitulado Formação Continuada como Forma de Melhorar a Qualidade do Ensino em Boa Vista – Roraima - Situação: Concluído.
Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/8376620270807664


 

Natália Rosa Limeira
Professora de Educação Física

Graduada em Licenciatura em Educação Física pela Universidade Estadual de Roraima - UERR, Boa Vista- RR, Brasil. Participei como Bolsista no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), no sub projeto Educação Física da Universidade Estadual de Roraima (UERR), em 2017; Oficina de Dança Escolar; Curso de Extensão II Seminário de Educação Física “Atuação Profissional em Educação Física” – UERR, em 2016; III Seminário a Licenciatura em Educação Física: “Ação Curricular na Licenciatura em Educação Física”; Minicurso intitulada “Educação Física e Música: Uma Proposta Interdisciplinar” e “Treinamento de Goleiro de Handebol”, na XII Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) em 2017. Ministrei as oficinas intituladas Jogos Matemáticos no Ensino Fundamental I, na XII Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) em 2017 e Consciência Corporal, na XIV Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) em 2019. Participei como Monitora na disciplina Fundamentos da Dança e Expressão II, do curso de Licenciatura em Educação Física na UERR em 2019. Apresentei o trabalho intitulado “O ensino da dança na educação infantil: uma revisão de literatura”, na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) em 2019. Atualmente sou pesquisadora no Grupo de Estudos e Pesquisas Arte em Movimento (GEPAM/UERR/Boa Vita-RR).
Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/9415067849632688


 

Ana Karolline Santos Moura
Graduanda em Licenciatura em Educação Física Universidade Estadual de Roraima (UERR)
Boa Vista/Roraima/Brasil

Graduanda em Licenciatura em Educação Física pela Universidade Estadual de Roraima, UERR, Boa Vista, Brasil. Participei como voluntária no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), no sub projeto Educação Física da Universidade Estadual de Roraima (UERR), em 2018 e no Programa de Estágio na área de Esporte e Lazer, na Instituição Serviço Social do Comércio (SESC) - Administração Regional no Estado de Roraima, em 2019. Atualmente acadêmica pesquisadora no Grupo de Estudos e Pesquisas Arte em Movimento (GEPAM/UERR/Boa Vista/RR).

Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/8589308487732895

Alexsandra Marques Bezerra
Graduanda em Licenciatura em Educação Física Universidade Estadual de Roraima (UERR)
Boa Vista/Roraima/Brasil

Graduanda em Licenciatura em Educação Física Universidade Estadual de Roraima (UERR)/ Boa Vista, Brasil. Participei do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), no subprojeto Educação Física na Universidade Estadual de Roraima (UERR), atuando na educação básica nas escolas estaduais Gonçalves Dias (2017) e Oswaldo Cruz (2018-2019). Integro o Grupo de Estudos e Pesquisas Arte em Movimento (GEPAM-UERR) e o Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física e Esportes da Universidade Estadual de Roraima (GEPEFE-
UERR).

Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/3251966699446174


 

Sueven Rick Carneiro Ribeiro
Graduando em Licenciatura em Educação Física Universidade Estadual de Roraima (UERR)
Boa Vista/Roraima/Brasil

Graduando em Licenciatura em Educação Física pela Universidade Estadual de Roraima, UERR, Boa Vista, Brasil (2017). Participação no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), no sub projeto Educação Física da Universidade Estadual de Roraima – UERR, nos período de agosto de 2018 a dezembro de 2019. Atualmente acadêmico pesquisador no Laboratório de Biociência da Motricidade Humana do Estado De Roraima (LABIMH-RR); no Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física e Esportes da Universidade Estadual de Roraima (GEPEFE-UERR) e no Grupo de Estudos e Pesquisas Arte em Movimento (GEPAM- GEPAM/UERR/Boa Vista/RR).
Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/9167031242547753


 

Rafaela Lauanda dos Santos Silva
Graduando em Licenciatura em Educação Física Universidade Estadual de Roraima (UERR)
Boa Vista/Roraima/Brasil

Graduando em Licenciatura em Educação Física pela Universidade Estadual de Roraima, UERR, Boa Vista, Brasil. Participei como bolsista no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), no sub projeto Educação Física da Universidade Estadual de Roraima (UERR). Participei do Projeto de Lutas para terceira idade. Estagiária do Instituição Serviço Social do Comércio (SESC) - Administração Regional no Estado de Roraima, em 2019. Atualmente integro o Grupo de Estudos e Pesquisa Arte em Movimento (GEPAM/UERR).
Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/3579358781440574


 

Vitória Carolina Luz
Graduanda em Bacharelado em Educação Física
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do
Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS)
Campus Muzambinho/Minas Gerais/Brasil

Discente do curso de Bacharelado em Educação Física pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS) - Campus Muzambinho. Possui experiências na área da dança, circo, ginástica artística e música desde 2012. Atuou como bolsista no projeto de extensão Ginástica Para Todos em 2017 e estagiária remunerada no GEPEGIND entre 2018 e 2019. Enquanto bolsista, ministrou aulas de ginástica rítmica, artística, dança criativa, educação somática e demais práticas corporais com o público infantil. Por meio de um edital de Mobilidade Estudantil, fomentado pelo IFSULDEMINAS, realizou um Intercâmbio Acadêmico na Argentina onde cursou Artes do Circo na Universidad Nacional de Tres de Febrero (UNTREF). Desde 2017 é integrante do Grupo de Estudo e Pesquisa em Dança Contemporânea (Diversitá) e todos os anos participa como ouvinte ou apresentadora de trabalhos em eventos acadêmicos, oficinas ou palestras relacionadas à área da Educação, Arte ou Saúde.

Lattes CV: http://lattes.cnpq.br/4094169766852166

LINHAS DE PESQUISA

1) ESTRATÉGIAS DE ENSINO EM DANÇA E GINÁSTICA
A linha de pesquisa tem como principal objetivo identificar e compreender as estratégias de ensino no desenvolvimento integral do ser humano nas comunidades, nos contextos formal e informal.

2) FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA "ARTE EM MOVIMENTO"
Esta linha de pesquisa objetiva constatar e compreender as características do processo histórico social e cultural na formação acadêmica e docente no ensino da dança no contexto formal e informal.

3) INTERCULTURAILIDADE E EMANCIPAÇÃO HUMANA NA PERSPECTIVA DO CURRÍCULO
A linha de pesquisa visa refletir o currículo como luta social na promoção do respeito, do diálogo, da assertividade das danças populares, urbanas e acadêmicas e em diferentes contextos sociais, bem como proporcionar experiências artísticos sociais e culturais por meio da apreciação estética e de processos educacionais em prol da emancipação humana e formação de público.

4) INTERFACES DA DANÇA E SAÚDE
Essa linha de pesquisa pretende investigar e analisar nos projetos sociais, a promoção da saúde nos diferentes públicos por intermédio da arte em movimento.

5) PROCESSOS CULTURAIS DAS DANÇAS ÉTNICAS, FOLCLÓRICAS E POPULARES
A linha de pesquisa tem como objetivo compreender as manifestações dançantes socioculturais, por intermédio das diferentes perspectivas teóricas: antropológicas, históricas, filosóficas, sociológicas, pedagógicas, entre outros.

PROJETOS

1) GINÁSTICA: CONSCIÊNCIA CORPORAL
Esse projeto consiste no registro e reflexões sobre as manifestações e interpretações da ginástica, mais especificamente, voltada à consciência corporal, cujo objetivo visa compreender o diálogo da cultura corporal nos aspectos históricos, sociais, culturais e educacionais. Já que esse estudo tem sido o foco de muitas pesquisas, debates e publicações, observando-se a relevância da reflexão do processo que levou a construção e a definição da ginástica como divulgação na herança cultural da educação brasileira (BOLSANELLO, 2005; GAIO; GOIS; BATISTA, 2010; PAOLIELLO, 2008; SOUZA, 1997). O público alvo está concentrado em estudantes, servidores e professores da educação básica para uma melhor compreensão daqueles que se dedicam ao processo investigativo, que será realizada na Sala de Dança da Universidade Estadual de Roraima (UERR) em Boa Vista/RR. A metodologia utilizada será por meio da pesquisa-ação colaborativa, na medida em que visa construir um processo de mudança em parceria com os participantes, sendo realizadas vivências por intermédio de métodos e técnicas da Educação Somática, como Feldenkrais, Bioenergética, entre outras; utilização de atividades indicadas ou criadas pelo próprio grupo; construção de materiais alternativos e, organização e realização de festivais ampliando, com outros grupos, as relações sociais dos participantes. Desse modo, a avaliação ocorrerá por meio de anamnese, teste de flexibilidade, elaboração de questionários, entrevistas, bem como rodas de conversa no Projetos de extensão final das aulas, na qual permitirá a reflexão e exposição dos atores sociais envolvidos no processo. A expectativa é que este grupo, ao aprender conjuntamente, possa construir uma cultura solidária de modo que as pessoas sejam respeitadas e valorizadas pelas suas diferenças, viabilizando uma convivência educativa (FERRIGNO, 2010). Trata-se assim de um foco que articula ensino e pesquisa, trazendo contribuições tanto para as dimensões didático-pedagógicas para se pensar e se fazer a prática da ginástica, quanto para a reconfiguração de investigações científicas acerca de novas maneiras de pensar essa manifestação corporal e contribuam para o campo educacional e profissional.
Situação: Início previsto quando retornar as aulas; Natureza: Extensão e Pesquisa.
Coordenadora: Profa. Dra. Nilza Coqueiro Pires de Sousa
Pesquisadores envolvidos: Profa. Me. Flávia Kaine Pereira Alves Mineiro, Profa. Natália Rosa Limeira.
Graduandos em Licenciatura em Educação Física: Ana Karolline Santos Moura; Sueven Rick Carneiro Ribeiro; Rafaela Lauanda Dos Santos Silva.

2) DANÇA PARA TERCEIRA IDADE: CONCEPÇÕES DE PROFESSORES E ALUNOS
A dança é uma ótima alternativa para a terceira idade, pois proporciona uma melhora em suas funções psicomotoras, biopsicossocial e aspectos afetivos, além de beneficiar na qualidade de vida, é uma atividade que é bastante realizada em grupos de convivência para idosos. O presente projeto tem como tema dança para terceira idade: concepções de professores e alunos na qual o principal objetivo verificar e analisar a inserção da dança para a terceira idade no município de Boa Vista/RR. A pesquisa caracteriza-se como abordagem quanti-qualitativa, de investigação descritiva e de campo. Participará da pesquisa professores de dança para terceira idade de instituições públicas e privadas, também participará alunos dos respectivos professores selecionados, de ambos os sexos. A coleta de dados será realizada no segundo semestre do ano de 2020, por intermédio da revisão de literatura e de entrevista semiestruturada. Na análise dos dados será utilizada a análise estatística-descritiva e inferencial para dados quantitativos e análise de conteúdo para dados qualitativos por meio do software Nvivo. Os resultados serão analisados em articulação com a literatura produzida no campo de investigação.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Coordenadora: Nilza Coqueiro Pires de Sousa
Pesquisadora envolvida: Hanna Sabrina Ramos Vidal

3) DANÇA CRIATIVA E INTERDISCIPLINARIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
O presente projeto tem como tema a dança criativa na educação infantil e sua relação com outras disciplinas, o estudo pretende investigar os benefícios de um projeto de intervenção de dança criativa nas aulas de Educação Física na educação infantil com alunos da rede municipal de ensino. A pesquisa irá ser caracterizada como qualitativa de investigação exploratória e de campo. Os participantes da pesquisa serão 40 alunos entre o sexo feminino e masculino com idades entre quatro e cinco anos de idade, a ser realizado em uma escola municipal de educação infantil da cidade de Boa Vista/Roraima. A coleta de dados será realizada no segundo semestre de 2020. Os instrumentos para coletar os dados serão por intermédio da revisão de literatura, da análise documental e da entrevista semi-estruturada. Os resultados serão analisados à luz da literatura referente ao tema proposto na pesquisa.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Coordenadora: Nilza Coqueiro Pires de Sousa
Pesquisadora envolvida: Giselle Caroline Rodrigues Silva

4) O ENSINO DA DANÇA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA
O presente estudo tem como tema o conteúdo dança nas aulas de Educação Física na educação infantil, cujo objetivo investigou o processo de desenvolvimento da dança nas aulas de Educação Física na educação infantil. A pesquisa se baseou na abordagem quanti-qualitativa, de natureza descritiva, campo e documental. Participaram da investigação, 12 professores de Educação Física que atuam em escolas de educação infantil da rede municipal da cidade de Boa Vista/RR. Utilizamos como técnica para coleta de dados: a revisão de literatura, a análise documental e a entrevista semiestruturada. Os dados foram registrados em áudio e transcritos na íntegra. Para a análise dos dados quantitativos foi realizada a estatística descritiva inferencial (frequência absoluta) e para os qualitativos utilizamos a análise de conteúdo (BARDIN, 2016). Os resultados foram analisados em articulação com a literatura produzida no campo de investigação. No estado da arte das 31 obras selecionadas. Verificamos que o foco de estudo da maioria (17) das obras foi convergente, na qual as estratégias metodológicas do ensino da dança e a formação inicial obtiveram maior ocorrência (6) entre o foco dos estudos. No perfil dos professores entrevistados, notamos que os docentes se encontram na etapa da entrada da carreira, ou seja, recém-formados ingressando no ambiente escolar. Na formação inicial dos entrevistados, cinco professores tiveram a dança mais de um semestre na graduação. Averiguamos que sete professores participam de formação continuada. Na concepção dos professores foram apontados quatro fatores para qual a dança não está sendo desenvolvida pelos docentes de Educação Física: a) falta de conhecimento, b) afinidade, c) vergonha e d) dificuldade de trabalhar esse conteúdo nas aulas por não saberem dançar. Constatamos interferência nos depoimentos dos docentes com outro segmento, pois os professores que atuam na educação infantil, também ministram aulas nos anos iniciais do ensino fundamental I, pois em alguns momentos apontavam características desse segmento, na qual tínhamos que retornar com a pergunta e mesmo assim as respostas eram as mesmas. Concluímos que esse estudo foi bastante relevante, em razão da Projetos de pesquisa possibilidade de contribuir e orientar os pesquisadores com novas investigações direcionado para a formação inicial e para o curso de Educação Física na graduação, na qual se faz necessário uma análise mais aprofundada para verificar se a forma dessa temática é ensina na graduação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Coordenadora: Nilza Coqueiro Pires de Sousa
Pesquisadora envolvida: Natália Rosa Limeira

5) O ENSINO DA DANÇA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL I - ANOS INICIAIS
A presente pesquisa tem como tema o ensino da dança nas aulas de educação física no ensino fundamental, na qual investigou a presença do conteúdo dança nas aulas de Educação Física nos anos iniciais do ensino fundamental das escolas municipais. A pesquisa caracterizou-se como abordagem quanti-qualitativa, de investigação exploratória, de campo e documental. Os participantes da pesquisa foram 12 professores licenciados de Educação Física de ambos os gêneros, que estavam atuando regularmente em escolas municipais da cidade de Boa Vista/RR, na qual foram selecionados cinco docentes da região oeste, três professores da região norte, três educadores da região sul e, um professor da região leste. A coleta de dados foi realizada no segundo semestre do ano de 2019, por intermédio da revisão de literatura, da análise documental e da entrevista semiestruturada. Nas análises dos dados quantitativos foi realizada a estatística descritiva inferencial (frequência absoluta e porcentagem) e dos qualitativos foi utilizada a análise de conteúdo por meio do software Nvivo. Os resultados foram analisados em articulação com a literatura produzida no campo de investigação. Nesta análise resultamos que em relação ao estado da arte, seus focos foram direcionados a linguagem do corpo, movimento, proposta, formação continuada. Seus resultados, são voltados a metodologias, estratégias e infraestrutura. Suas conclusões, são focadas na cultura corporal, criatividade, estratégias. Na formação inicial, sobre a dança na graduação dos docentes, todos tiveram. Na contribuição da dança na graduação, para seis docentes contribuiu, para quatro bastante, para um pouco e para um não contribuiu. Para onze educadores a dança foi suficiente na sua graduação. Para quatro professores, a disciplina dança não foi suficiente para que pudessem ministrar esse conteúdo na escola. A dança na atuação profissional dos docentes, 11 educadores responderam que está presente nas aulas de Educação Física dos. E, uma relatou que geralmente não. Para quatro docentes o aluno tem liberdade para se expressar, criar e improvisar nas aulas. Para seis docentes a dança é aceita pelos alunos. Já, três professores ressaltaram que esse conteúdo só é aceito pelas meninas. Todos os professores (12) consideram o conteúdo dança importante para o desenvolvimento da criança. Sobre o conteúdo dança nos documentos oficiais os 12 professores disseram que a dança está inserida na proposta pedagógica da rede municipal. Para oito docentes, a dança está inserida no planejamento, sendo desenvolvida por região, que são as danças populares. Conclui-se que, nas buscas das obras referentes a dança, o estudo foi importante porque seus resultados forneceram dados importantes sobre o referente conteúdo, para que haja reflexão e auxílio na formação dos docentes. Sobre a dança na formação inicial docente, notou-se que todos os professores tiveram a disciplina de dança na sua graduação. Porém os que tiveram mais de uma vez o conteúdo dança, realizam suas aulas com mais facilidade, destreza e desenvoltura. Sobre a presença da dança na escola, notou-se que está presente nas escolas nos planos anuais, e mensais, que são elaborados quinzenalmente pelos professores de Educação Física. Em relação ao planejamento das aulas da Educação Física, especificamente a dança, documentos como a BNCC de Artes e Educação Física, os PCN, o PPRM, são recursos que subsidiam os professores a elaborar seu planejamento.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Coordenadora: Nilza Coqueiro Pires de Sousa
Pesquisadora envolvida: Nathália Lima Freitas

PUBLICAÇÕES

ARTIGOS COMPLETOS PUBLICADOS EM PERIÓDICOS

1. SOUSA, Nilza Coqueiro Pires de; HUNGER, Dagmar Aparecida Cynthia França. Ensino da dança na escola: enfrentamentos e barreiras a transpor. Educación Física y Ciencia, v. 21, p. e070, 2019.

2. SOUSA, Nilza Coqueiro Pires de; HUNGER, Dagmar Aparecida Cynthia França; CARAMASCHI, Sandro. O ensino da dança na escola na ótica dos professores de Educação Física e de Arte. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, v. 28, p. 505-520, 2014.

3. SOUSA, Nilza Coqueiro Pires de; CARAMASCHI, Sandro. Contato corporal entre adolescentes através da dança de salão na escola. Motriz: Revista de Educação Física (Online) , v. 17, p. 618-629, 2011.

4. SOUSA, Nilza Coqueiro Pires de; HUNGER, Dagmar Aparecida Cynthia França; CARAMASCHI, Sandro. A dança na escola: um sério problema a ser resolvido. Motriz: Revista de Educação Física (Online) , v. 16, p. 496-505, 2010.

CAPÍTULOS DE LIVROS PUBLICADOS

1. SOUSA, Nilza Coqueiro Pires de. Praxiologia motriz e a dança de salão no contexto da Educação Física escolar. Lilian Aparecida Ferreira; Glauco Nunes Souto Ramos (Orgs.). Educação Física Escolar e Praxiologia Escolar: compreendendo as práticas corporais. Curitiba: CRV, 2017, v. 22, p. 101-126.

2. SOUSA, Nilza Coqueiro Pires de; ROSSI, Fernanda; HUNGER, Dagmar Aparecida Cynthia França. Pressupostos da dança educativa de Rudolf Laban para a Educação Física escolar. In: HUNGER, Dagmar Aparecida Cynthia França; CORRÊA, Evandro Antonio; ROSSI, Fernanda; BETTI, Mauro (Orgs.). Formação e intervenção profissional em Educação Física: olhares e contribuições das Ciências Humanas. Cultura Acadêmica, 2015, v. 1, p. 199-228.

3. SOUSA, Nilza Coqueiro Pires de; HUNGER, Dagmar Aparecida Cynthia França; ROSSI, Fernanda. Programa de formação continuada em educação física: dança na escola - uma realidade possível... por intermédio da pesquisa-ação. In: KOBAYASHI, Maria do Carmo Monteiro; CORTELA, Beatriz Salemme Corrêa; ROSSI, Fernanda; REIS, Márcia Lopes; CAPELLINI, Vera Lucia Messias Fialho (Orgs.). V Congresso Brasileiro de Educação Pesquisa e Formação de Professores: políticas e programas. 1ed.Bauru: Faculdade de Ciências/Unesp, 2015, v. 1, p. 1013-1026.

4. SOUSA, Nilza Coqueiro Pires de; HUNGER, Dagmar Aparecida Cynthia França; GOES, Bruno B; ROSSI, Fernanda. Programa de Formação Continuada em Educação Física: Impacto da Pesquisa-ação no Ensino da Dança Educativa de Laban. In: COLVARA, Laurence Duarte; OLIVEIRA, José Brás Barreto de (Orgs.). Núcleos de Ensino da Unesp [recurso eletrônico]: artigos 2013. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015, v. 4, p. 229-250.

5. HUNGER, Dagmar Aparecida Cynthia França; ROSSI, Fernanda; CORRADINI, Julia; FRANCO, Pedro Tupinambá Thomé; SOUSA, Nilza Coqueiro Pires de. O projeto político-pedagógico, a interdisciplinaridade e a sistematização do ensino da dança na escola.. In: COLVARA, Laurence Duarte; OLIVEIRA, José Brás Barreto de (Orgs.). O projeto político-pedagógico, a interdisciplinaridade e a sistematização do ensino da dança na escola. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015, v. v. 2, p. 58-83.

6. HUNGER, Dagmar Aparecida Cynthia França; RODRIGUES, Rafael Nogueira; CUNHA, Luiza Darido da; SANTOS, Flávio Machado dos; BORTOLOTI, Bruno; SOUSA, Nilza Coqueiro Pires de. Programa de formação continuada em dança educativa. In: COLVARA, Laurence Duarte; OLIVEIRA, José Brás Barreto de (Orgs.). NÚCLEOS DE ENSINO DA UNESP Artigos 2012: processos de ensino e de aprendizagem dos conteúdos escolares. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2014, v. 6, p. 209-234.

NOTÍCIAS

Os encontros do GEPAM acontecem semanalmente
Quinta-feira das 17:00 às 19:00.

E mensalmente (videoconferência) com os pesquisadores colaboradores.

PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS

Oficina de Consciência Corporal na Semana de Ciência e Tecnologia da UERR – 21 de Outubro de 2019.

Oficina de Dança Criativa na Semana de Ciência e Tecnologia da UERR – 22 de Outubro de 2019.

ORGANIZAÇÃO DE MOSTRA ARTÍSTICA E CULTURAL

II Mostra de Ginástica e Dança da UERR – Curso de Educação Física - 28 de novembro de 2019. (PDF; 285KB)

CONTATO

Profa. Dra. Nilza Coqueiro Pires de Sousa
nilza.ef@uerr.edu.br

TOP